Bastante associadas à primavera, as flores além de um elemento estético, são hoje, bastante utilizadas gastronomicamente.

As flores comestíveis, além de conferirem um toque de requinte a qualquer decoração, são próprias para consumo, sejam elas cruas ou cozinhadas. Livres de pesticidas e químicos nocivos à saúde, estas podem ser utilizadas em bolos, saladas, sobremesas, cupcakes, doces ou compotas, conferindo um toque exótico e requintado a qualquer alimento ou prato.

Quando comparando com outras culturas, tais como, a Indiana e a Japonesa, onde a sua utilização é frequente, o seu uso em confeções culinárias começa a ganhar maior destaque nos últimos tempos, também na cozinha Ocidental.

Tal como qualquer outro alimento, as flores comestíveis apresentam algumas especificidades no que diz respeito à sua conservação e durabilidade. Devem ser conservadas no frio, preferencialmente em frio ventilado, sendo que se deve evitar o seu contacto com alimentos/ambientes quentes e com cheiros intensos, visto poderem rapidamente absorver os mesmos. Quando conservadas corretamente duram cerca de uma semana e meia.

Consumidas durante todo o ano, especialmente em aniversários, e utilizadas na decoração de bolos, mesas ou em casamentos e batizados, as flores comestíveis têm ganho uma natural importância no dia dos namorados, Páscoa, Carnaval, Festa das Flores, Natal e Ano Novo.

Siga as nossas sugestões

  • Amores-perfeitos – Use em saladas.
  • Begónias – Adicione a iogurte e cereais.
  • Brincos de Princesa – Coloque em cima de uma mousse.
  • Cravos Túnicos – Coma as pétalas com queijos amanteigados.
  • Calêndula – Use no arroz para lhe dar cor.
  • Lavanda – Use com mel ou chocolate.
  • Margarida – Decore um bolo de aniversário.
  • Pelargónio – Ideal para doces.
  • Sortido – Enfeite uma mesa.

 

Por Makro Portugal

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

eleven − 4 =