Hoje em dia, as nossas crianças estão cada vez mais sedentárias e, até mesmo, preguiçosas, com pouca motivação, devido ao estilo de vida: ‘A geração Internet’. A falta de segurança que os impede de brincar na rua, a falta de tempo dos pais, que os incentiva a irem para a frente da televisão, computadores, tablets e afins, leva a uma vida sedentária. As consequências desse estilo de vida já são apontadas em diversas pesquisas científicas como, atraso do desenvolvimento motor, problemas de coordenação de movimentos, obesidade infantil, fraqueza muscular e pouca flexibilidade. Daí, a prática de exercício físico e a flexibilidade serem tão importantes no crescimento saudável das crianças. A atividade física desempenha um papel fundamental sobre a condição física, psicológica e mental, podendo aumentar a autoestima, a aceitação social e a sensação de bem-estar entre as crianças.

E o que é a flexibilidade?

É a capacidade de aproveitar as possibilidades de movimentos articulares o mais amplos possíveis, em todas as direções, capacitando-o para uma vida ativa e saudável. Ser mais flexível ajuda a prevenir lesões, a melhorar a postura e a aumentar a consciência corporal. A prática de yoga consegue ‘juntar’ tanto o trabalho físico, como a flexibilidade, com posturas simples e estimulantes que podem, e devem, ser feitas a pares, entre toda a família.

Aproveite o seu tempo em família

O que proponho, é que seja o exemplo para os seus filhos, saia também do sofá e aproveite o seu tempo com qualidade e em família. Todos beneficiam, criam laços ainda mais profundos e, o mais importante, os seus filhos vêm as expressões de amor, como sorrisos, abraços, beijos, troca de olhares e elogios sinceros, aumentando a cumplicidade e a sensação de importância. O balanço final é, sem dúvida, a qualidade de tempo que poderá passar com os seus filhos, por isso quando estiverem juntos, esteja de corpo e alma presente junto deles, desligados das preocupações do dia a dia. Não precisa de ser nenhum guru em yoga ou praticante avançado. Pode, até, nunca ter feito yoga na sua vida para fazer estas posturas que lhe proponho. Use a sua criatividade, deixe fluir o momento, crie as suas posturas, brinque, divirta-se e faça disso um hábito. Let’s play and have fun! (Vamos brincar e divertir-nos).

 

Comece sentando-se no chão, sobre os calcanhares ou pernas cruzadas, em frente ao corpo. Mãos em frente ao peito, iniciando uma respiração suave, profunda e exclusivamente nasal. Olhos fechados. Fique aqui durante, pelo menos, 2 minutos. Momento de conexão com a respiração e consciência com este processo.

 

Postura da Árvore: Desenvolve o equilíbrio e a concentração.
Fortalece a coluna, tonifica os músculos das pernas e fortalece os tendões e ligamentos dos pés. Permaneça nesta posição o tempo que for confortável, sem que o seu filho se disperse. Troque de perna.

 

Postura do Cão a Olhar para Baixo: Alongar e fortalecer é a palavra de ordem.
As partes do corpo trabalhadas nesta posição são os ombros, costas, braços e também as pernas. Promove uma profunda sensação de alongamento e energização. Troque de perna.

 

Postura da Cobra: Flexibilidade e rejuvenescimento para a coluna.
Tonifica e massaja os músculos das costas e os órgãos abdominais, expandindo a área do tórax. Faça 3 respirações bem profundas e passe para a próxima postura.

 

Postura 4 Apoios: Fortalece pernas e braços, melhora o equilíbrio.
Trabalha a zona abdominal e estabiliza a lombar. Permaneça por 3 respirações bem profundas.

 

Postura da Prancha Lateral: Fortalece os braços, pernas, pulsos e abdómen.
Melhora o equilíbrio e a concentração. Faça 5 a 6 respirações bem profundas e passe para a próxima postura.

 

Postura de Anteflexão (Sentados): Flexão para a frente.
Trabalho intenso de pernas e costas. Aumenta a flexibilidade das costas e dos músculos posteriores das coxas (isquiotibiais). Flexione os joelhos, caso seja muito intenso para a parte posterior das coxas. Fique por 5 a 6 respirações bem profundas ou até que seja confortável para ambos.

 

Postura Invertida com Apoio de Mãos: Trabalho de força, estabilidade e equilíbrio.
Promove a autoconfiança e força de vontade, assim como, maior tolerância e adaptabilidade à mudança. Aumento de força muscular, ombros e parte superior das costas. Através da sua voz, transmita confiança e suporte, no caso de alguma insegurança do seu filho.

 

No final, sempre pode dar um mergulho e continuar a diversão.

 

Por Paula Costa

Instrutora de Yoga, Aeroyoga, Aeropilates

Fotos: Sérgio Dubois

Modelos fotográficos: Tiago Nunes e Paula Costa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

fifteen + eight =